"Rios em movimento" é tema de exposição no Museu da Vida Fiocruz

Quando os rios falam, o que dizem? Muitos estão presentes no imaginário brasileiro, como o famoso Velho Chico e os rios Negro e Solimões na Amazônia. Cada um com sua história e sua gente. As diferentes realidades fluviais são tema da nova exposição do Museu da Vida, "Rios em movimento", inaugurada esta semana no Salão de Exposições Temporárias do Museu, e que fica em cartaz até final de 2020.

"Faria-Timbó: um rio correndo nas veias", de Rodrigo Andriàn

Misturando arte e ciência, a mostra reúne 13 obras em pintura acrílica sobre tela do artista plástico Rodrigo Andriàn, que explora as artes abstrata e contemporânea figurativa em suas criações. De forma estética e afetiva, os painéis ilustram questões urgentes no tocante à preservação dos corpos hídricos e do meio ambiente, além da dimensão cultural das águas em práticas artesãs, religiosas e outras atividades humanas. Outros recursos também estão presentes, como aparatos interativos, objetos e instalações artísticas que dialogam com a proposta educativa de "Rios em movimento".


A mostra dispõe de recursos de tecnologia assistiva. A exposição é gratuita, com estacionamento gratuito dentro da Fiocruz. Ouça o convite.


O Museu da Vida fica na Av. Brasil 4.365, em Manguinhos, no Rio.