"Riobaldo", adaptação de Gilson de Barros, tem apresentação dia 02

"Riobaldo", adaptação de Gilson de Barros do romance "Grande Sertão: Veredas", de João Guimarães Rosa, tem nova apresentação no próximo domingo, dia 02, às 16h, ao vivo e online. A direção é do mestre Amir Haddad. Um convite a todos que queiram conhecer "Riobaldo", a história desse jagunço improvável. A venda dos acessos e a transmissão são feitos pela plataforma Sympla.

O ex-jagunço Riobaldo, hoje um próspero fazendeiro, relembra sua vida com os três amores que determinaram sua travessia: Diadorim, Nhorinhá e Otacília. O grande amor por Diadorim que lhe apresentou a vida de jagunço e lhe abriu as portas do conhecimento da natureza e do humano levando-o ao pacto fáustico; o amor carnal e sem julgamentos pela prostituta Nhorinhá; e o amor purificador por Otacília, a esposa, que o resgatou do pacto fáustico e o converteu num ‘homem de bem’.


A peça aborda questões existenciais, como religiosidade, a relação do homem com Deus - e com o Diabo -, o real e o misterioso, a sexualidade, a masculinidade e o amor, em suas mais diversas formas.


Estas questões extrapolam o Sertão, são conflitos universais. Através do recorte feito na obra de Guimarães Rosa, o monólogo busca jogar luz sobre o papel das mulheres na vida e nos caminhos deste sertanejo, e refletir universalmente sobre a travessia do ser humano pela vida.

FICHA TÉCNICA


ADAPTAÇÃO E ATUAÇÃO: Gilson de Barros

DIREÇÃO: Amir Haddad

CENÁRIO E FIGURINOS: Karla de Luca

ILUMINAÇÃO: Aurélio de Simoni

TÉCNICO: Carlos Henrique Pereira

PROGRAMAÇÃO VISUAL: Guilherme Rocha e Mikey Vieira

REDES SOCIAIS: Tatiane Franco e João Anderson

FOTOS E VIDEOS: Renato Mangolin

PRODUÇÃO: Barros Produções Artísticas Ltda-ME.

PRODUÇÃO EXECUTIVA: Fernanda Nicolis