Livro "Rio Pequim" tem lançamento nesta terça no espaço dos Correios

Resultado da exposição "Rio Pequim – Duas avenidas centenárias", realizada no Centro Cultural Correios no final de 2018, o livro com título homônimo é lançado no Brasil e na China, reforçando o intercâmbio cultural selado entre fotógrafos dos dois países. No Brasil, o lançamento acontece nesta terça-feira, dia 25, às 16h, no próprio Centro Cultural Correios, no Centro do Rio.

O lançamento no Rio de Janeiro será marcado pela realização da mesa redonda "A arte da fotografia chinesa", com a mediação de Milton Guran, curador e diretor do FotoRio – Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro, e a participação de três convidados chineses: Wang Jianqi e Zhu Hongyu, curadores do Photo Beijing Festival e membros da China Photographers Association Curation Committee, e Wang Wieguang, um dos curadores do projeto.

O livro traz imagens históricas e atuais produzidas por fotógrafos chineses e brasileiros em torno de duas avenidas emblemáticas, conhecidas no mundo todo: Avenida Wangfujing, em Pequim, e a Avenida Atlântica, na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro.


Ambos os projetos dão seguimento ao intercâmbio fotográfico entre Brasil e China, um processo coordenado pelo fotógrafo chinês Wang Weiguang, que teve início em 2016, com a realização de uma exposição do consagrado fotógrafo brasileiro Evandro Teixeira no mais importante festival de fotografia da China, o Foto Pequim. No ano seguinte, o FotoRio 2017 apresentou as exposições fotográficas "A China de um chinês", de Wang Weiguang, e "Corpo", de Zhu Hongyu, enquanto o Foto Pequim recebeu a exposição "Campos de Altitude", da fotógrafa carioca Kitty Paranaguá.


O livro reúne em 96 páginas e 80 imagens dois conjuntos de fotógrafos que se articulam para produzir o retrato de um tempo paralelo marcado por grandes transformações, tanto para a jovem cidade do Rio de Janeiro quanto para a milenar Pequim. "As duas avenidas emblemáticas em foco são exemplares para ilustrar essas transformações. Pequim começou o século XX como a capital de um dos impérios mais exóticos e fechados do planeta, para entrar no século XXI em plena sintonia com o que há de mais avançado na modernidade. O Rio de Janeiro, até então uma cidade ainda do tempo colonial, se refez no último século para ser a brilhante capital da jovem república que aspirava ao progresso e buscava dar ao País uma imagem positiva, para assumir um lugar de destaque dentre as nações. A Praia de Copacabana, ao lado da Avenida Central, cada uma à sua maneira, foi o ícone maior dessa transformação", dizem em coro os curadores da exposição e coordenadores da edição, Milton Guran e Wang Weiguang.


Com apuro gráfico, a publicação bilíngue - português/chinês - apresenta 40 imagens por cidade, sendo dez históricas, assinadas por Augusto Malta, Claus Meyer, França, João Luiz Bulcão, José Medeiros, Kurt Klagsbrunn e Marcel Gautherot, e 60 contemporâneas, que foram produzidas especialmente para este projeto, com a assinatura dos fotógrafos Fernando Maia, Monara Barreto, Wang Weiguang e Kang Xuesong. A distribuição será gratuita para Brasil e China.


A exposição e o livro têm incentivo da Lei Rouanet e patrocínio da empresa chinesa State Grid Brazil Holding S.A.


O Centro Cultural Correios fica na Rua Visconde de Itaboraí 20, no Centro.

Fale conosco