Rafael Pagatini resgata "Grito Surdo" para programa Arte+Care

Dando sequência ao ciclo #3 do programa Arte+Care, o artista Rafael Pagatini resgata sua obra Grito Surdo, instalação composta por 21 megafones remodelados em concreto e resina, que já percorreu diferentes espaços expositivos desde a sua concepção em 2016. Nesta nova configuração, cada peça é destacada do todo para compor uma série de objetos autônomos.


Grito Surdo discute a construção e as dificuldades de comunicação a partir da referência ao objeto megafone e sua função de amplificar a voz. O megafone busca o coletivo por meio da emissão do som no espaço compartilhado, seja em uma ação de grupo, comício, seja em uma manifestação. O som se estabelece como a estrutura de sentido que é modelada pela forma que amplia a comunicação.

Em inglês, a palavra speaker refere-se tanto ao objeto megafone como ao orador que fala. Na obra, o processo de comunicação é quebrado pela materialidade da obra. Já não é possível comunicar pois, mais que silenciados, os megafones concretados são objetos disfuncionais que perderam sua função e encontram-se petrificados como lembranças de discursos que nunca chegaram a emitir. Nesse sentido, sua força está na relação entre materialidade, forma e valor simbólico que transmitem ao olhar.


Parte da venda dessas peças irá beneficiar mais uma iniciativa relevante de interesse público nos campos da cultura, da saúde e da atenção básica. Para esta terceira etapa do programa Arte+Care, a Portas Vilaseca Galeria apoia a campanha "Maré diz NÃO ao Coronavírus", uma iniciativa da ONG Redes da Maré voltada para a população das 16 comunidades da Maré, no Rio de Janeiro, e que busca enfrentar a crise humanitária provocada pela pandemia.


O objetivo da campanha é alcançar doações de itens materiais e de recursos financeiros para a realização das seguintes frentes: segurança alimentar, atendimento à população em situação de rua, geração de renda para mulheres, cuidados e prevenção de saúde, produção e difusão de informações e conteúdos seguros, e apoio a artistas e grupos culturais locais.


Nas próximas semanas, completando o ciclo #3, participam com trabalhos inéditos os artistas Zé Carlos Garcia e Ismael Monticelli.