Plataforma Belas Artes à La Carte traz quatro novidades esta semana

O cardápio À La Carte traz, a partir desta semana, Wim Wenders com documentário indicado ao Oscar; Burt Lancaster e Ava Gardner em adaptação de Ernest Hemingway; longa de estreia de Ken Russell; e Edward Norton fazendo mágica com Jessica Biel: "Buena Vista Social Club" (1999), de Wim Wenders; "Os Assassinos" (1946), de Robert Siodmak; "French Dressing" (1964), de Ken Russell; e "O Ilusionista" (2006), de Neil Burger.


"Buena Vista Social Club" foi indicado ao Oscar 2000 de Melhor Documentário. Buena Vista Social Club foi uma casa de dança e apresentações musicais de Havana (Cuba), fundado nos anos 1940, onde músicos se encontravam e tocavam, entre eles Manuel "Puntillita" Licea, Compay Segundo, Rubén González, Ibrahim Ferrer, Pío Leyva, Anga Díaz e Omara Portuondo. Cerca de 40 anos após o fechamento do Buena Vista Social Club, ocorreu um reecontro histórico entre os músicos originais, quando o músico cubano Juan de Marcos González e o guitarrista norte-americano Ry Cooder produziram um disco que rendeu shows de grande sucesso nos Estados Unidos, registrados por Wim Wenders e transformados neste documentário.

Já "Os Assassinos", Ernest Hemingway, autor do conto original, assistiu ao filme, dirigido por Robert Siodmak, em uma projeção privada, antes de seu lançamento. Ele compareceu munido de duas garrafas, uma com água e outra com gim, para ir bebendo à medida que o filme fosse ficando ruim. No final da exibição ele mostrou as garrafas intactas, como sinal de total aprovação do resultado. Antes de acertar com Burt Lancaster, o produtor Mark Hellinger considerou muitos atores para o papel de Anderson, enquanto Ava Gardner foi, desde o início, sua única escolha para interpretar Kitty Collins. Em 1956, o diretor russo Andrei Tarkovsky, então estudante de cinema, realizou um curta de 19 minutos baseado nesta mesma história.

"O Ilusionista", estrelado por Edward Norton e Jessica Biel e dirigido por Neil Burger, foi indicado ao Oscar 2007 de Melhor Fotografia. Jessica Biel substituiu Liv Tyler, que deixou o filme quando as filmagens estavam prestes a começar. Roteiro baseado no conto "Eisenheim the Illusionist", de Steven Millhauser.

"French Dressing" é primeiro longa-metragem dirigido pelo inglês Ken Russel. Um detalhe curioso é que este filme, hoje considerado um cult de estilo comparável às comédias de Jaques Tati, foi muito mal recebido na época pelo público e pela crítica, o que fez o diretor Ken Russell pensar em desistir do cinema, uma decisão que, felizmente, ele não tomou em definitivo, pois 4 anos depois ele viria a ser indicado ao Oscar de Melhor Diretor pela sua obra-prima "Mulheres Apaixonadas". "French Dressing" é um filme leve e despretensioso, indispensável para os admiradores deste realizador de obras futuras bastante ousadas como a ópera rock "Tommy" e o super erótico "Crimes de Paixão", com Kathleen Turner.

Belas Artes À La Carte pode ser baixado no Google Play ou App Store. Aplicativos disponíveis para Android, Android TV, IPhone e Apple TV.