Paula Klien exibe, no Rio, pinturas, digigrafias e instalações inéditas

"Fluvius", individual da artista plástica Paula Klein, com exposição de pinturas, digigrafias e instalações inéditas, tem vernissage no próximo dia 3 de dezembro, no Centro Cultural Correios Rio de Janeiro. Com curadoria de Denise Mattar, a mostra reúne mais de 30 trabalhos recentes da artista, cuja produção se caracteriza pela utilização incomum do nanquim, aplicado em aguadas que fluem sobre superfícies de grandes dimensões, contrabalançando questões de forma e de metafísica.

As pinturas expressivas que brotam do mergulho da artista no seu mundo interior mantêm a espontaneidade do gesto que as criou, em uma variação monocromática de extrema riqueza, em que os tons de nanquim podem absorver ou emitir luz, oscilando do preto denso ao negro texturizado, e dos cinzas sutis ao branco radiante.

Depois de um intenso período apresentando exposições no Brasil e no exterior, a artista retoma seu trabalho no ateliê, sentindo o surgimento de um desdobramento em sua produção. Nos trabalhos anteriores quase não se detectava código visual ou referência imagética e a fruição se completava na imaginação do espectador. Nos novos trabalhos, entretanto, linhas quase retas cortam as superfícies, indicam pistas, abrem estradas, insinuam caminhos.

Desde 2017 a artista vem realizando exposições no exterior - na aquabitArt gallery, no Deustsche Bank e na Positions Art Fair em Berlim. Solo booth organizado pela Saatchi Art Gallery na Start Art Fair em Londres e ArtBA em Buenos Aires. No Brasil participou, em 2018, da exposição "Pincel Oriental", também no Centro Cultural Correios, expôs na ArtRio e realizou a individual "Extremos Líquidos", na Casa de Cultura Laura Alvim, com curadoria de Marcus Lontra.


Paula Klien pesquisa o invisível trabalhando os acidentes no campo da espiritualidade, transcendência, silêncio e entrega. Sua prévia experiência com equipamentos fotográficos, ao longo de dez anos, foi um contraponto libertador para a jornada intuitiva.


Como fotógrafa, a artista participou de laboratório e de preparo profissional para intempéries da natureza com Steve McCurry. Foi agenciada pela ABÁmgt, realizando campanhas e editoriais de moda. Publicou dois livros de retratos, intitulados "Pessoas Me Interessam" e "It’s Raining Men" e participou de individuais como "Edible" e "Gatos&Sapatos". Participou de duas Bienais na Itália. Membro da Abrafoto e representada no exterior pela Production Paradise, clicou um grande número de modelos e personalidades no Brasil e no exterior. É dela o último retrato de Oscar Niemeyer, em seu quarto, aos 104 anos, dias antes de falecer.


Desenho e pintura foram as primeiras manifestações de Paula Klien, que também trabalhou com dança, música e estudou Direito. Durante sua trajetória, fez cursos livres no Parque Lage, estudou História da Arte com o professor Marcos Campos e em 2016 fez residência na escola de artes visuais Kunstgut, de Berlim.


Em 2017 mostrou seu trabalho seis vezes no exterior. Em Berlim, foram três vezes: uma individual e uma coletiva na aquabitArt Gallery, galeria que a representa na cidade, e uma participação na Positions Berlin Art Fair. Em Nova York, a convite da Clio Art Fair. Buenos Aires, com a galeria Emmathomas, na arteBA, e Londres em uma apresentação solo na Saatchi Gallery. Em novembro de 2017 participou com a galeria Aura da Feira Parte, em São Paulo.


Em 2018, expôs mais três vezes na Alemanha: participou da Paper Positions Berlin, de uma coletiva na aquabitArt gallery e de outra coletiva no Deutsche Bank Finance. Na Itália, participou da Bienal de arte de Salerno. No Brasil, de volta à galeria Emmathomas, participou da mostra Desver a Arte, marcou presença na sala de estar do arquiteto João Armentano, na Casa Cor SP, com um trabalho de mais de 4 metros de largura, e participou da ArtRio.


Foi a única brasileira convidada a participar da exposição "Pincel Oriental", no Centro Cultural dos Correios, junto a pintores chineses consagrados.


"Fluvius" poderá ser visitada até 19 de janeiro de 2020. O Centro Cultural Correios Rio de Janeiro fica na Rua Visconde de Itaboraí 20, no Centro.