"Pardes", expo de Myriam Glatt, tem bate-papo com curador dia 16

Atualizado: 29 de Jan de 2019

Myriam Glatt ocupa a galeria A Hebraica, em São Paulo, com a exposição "Pardes". Em sua 7ª individual - e 2ª na cidade de São Paulo -, a artista plástica carioca apresenta dez trabalhos de colagem, sendo oito inéditos, em que o tema flor continua sendo sua maior inspiração. No próximo dia 16, acontece um bate-papo com o curador da exposição, Olívio Guedes, às 11h.

O título da mostra, "Pardes", significa pomar, o que, para ela, é um lugar fértil, onde brotam novas possibilidades no reino da arte. Na mostra, a artista dá indícios de tendências geométricas, o que desenvolverá com mais rigor em nova exposição, que acontecerá no final do ano no Museu dos Correios de Brasília.

"Minha vontade sempre foi de unir o orgânico com a geometria, afinal essa é a paisagem que convivo todos os dias na cidade onde moro e trabalho. Comecei a trabalhar com o papelão, caixas de fósforos e jornais, depois de ver o excesso descartado pela cidade. A partir deles crio colagens e campos de cor", conta a artista.

Colagem sempre foi um interesse da artista, que tem formação em arquitetura: "Gosto da ideia de construir, de trazer elementos que vêm de diversos lugares para juntos brotar em um novo dialogo. Afinal, deslocar, apropriar, selecionar, cortar, colar parece fazer parte de um pintor contemporâneo", acrescenta Myriam.

A exposição pode ser visitada até 17 de fevereiro. A galeria A Hebraica fica na rua Hungria 1.000, em Pinheiros.


Fotos: divulgação