Na individual "Lapso", Jaques Faing reúne desenho, objeto e fotografia

Jaques Faing inaugura sua mostra individual "Lapso" no próximo sábado, dia 17, às 11h, na Arte Hall Galeria, em São Paulo. Na exposição, o artista experimenta três questões recorrentes no seu trabalho: desenho, objeto e fotografia contemporânea.

Na série intitulada Grafocaos (em papel Hahnemühle William Turner 190g), os jogos de simetria entre metades sobrecarregam de erráticas linhas em preto o campo visual ostensivamente branco. Desse embate entre hipergrafismo sombreado e vácuo planar surgem estruturas intrincadas por rebatimento e frontal eroticidade: abstratas vulvas, sacos, óvulos, falos, dedos e outras condensações de forte efeito anatômico.

O artista Jaques Faing.

Nos casos das séries Volver 1, 2 e 3, o borramento entre desenho e escultura resulta em drástica redução das tramas: submetidos a uma pressão contra-suporte, os hipergrafismos adquirem forte presença tátil. Mesmo em contexto de baixa visibilidade (o papel Hahnemühle 300g em caixa in natura ou em caixa-cor), o sensorial irrompe. Na migração para o material termoplástico (PET), Jaques Faing avança em experimentação e potência: há nessas plataformas monocromáticas metalizadas a realização de uma pintura conceitual indissociável do objeto de arte.

Já na série Pedra-Gozo, a tensão entre o assunto e a forma de exibição (uma robusta plataforma em lâmina de zinco) gera imediatos efeitos de um mundo insondável, mas paradoxalmente ancestral. O caráter de instalação concentra sedução, hipnose e captura.


A exposição poderá ser visitada até 14 de setembro. A Arte Hall Galeria fica na Rua Cônego Eugênio Leite 240, no Jardim América.