Musicalidade marcou a edição de 1985 da Bienal de São Paulo

A música teve um papel importante na 18ª Bienal – O Homem e a Vida (1985), com curadoria de Sheila Leirner. A diretora de música da edição, Anna Maria Kieffer, preparou uma programação com músicos, poetas e compositores, tais quais Augusto de Campos, Paulo Gomes Garcez e John Cage. Este último apresentou a performance para 12 harpas Cartão postal do paraíso, realizada no Teatro Sérgio Cardoso em 8 de outubro de 1985.

Matéria do Jornal da Tarde de 28 de setembro de 1985

É possível conferir a apresentação e uma pequena entrevista realizada por Claudia Matarazzo com Cage, na gravação do programa A Grande Tela, realizado pela RTC (Rádio e Televisão Cultura São Paulo).