"Línguas verde, pink e bordô", de Marcia de Moraes, na Carbono

Marcia de Moraes apresenta uma série inédita de tapeçarias criada especialmente para a Carbono Galeria. Conhecida por seus desenhos e colagens feitos em grafite e lápis de cor, nas tapeçarias percebe-se que o vocabulário imagético da artista - línguas, galhos, círculos abertos, ovários, osso, cordões, etc - está presente, porém transposto para a linguagem têxtil.

Em um processo artesanal, feito por um time de tecelãs que mistura a fatura em máquinas de costura especializadas e acabamentos manuais, cada peça é única em uma série de 20 + 3 PAs. Em todas as edições é mantida a mesma imagem, porém as cores não se repetem, assim como o modus operandi da artista em seus desenhos e colagens, cujas combinações cromáticas são sempre únicas.

Nos desenhos das tapeçarias, as linhas ganham espessura, e eles são preenchidos, desta vez, pelo acúmulo de milhões de fios de lã. Os encontros das dezenas de cores atuam como contornos de situações múltiplas, inconstantes e quase confusas que se situam em zonas de indeterminação entre o abstrato e o figurativo.


Marcia de Moraes é representada em São Paulo pela Galeria Leme/AD.


A Carbono Galeria fica na Rua Joaquim Antunes 59, no Jardim Paulistano.