Individual de Ximena Garrido-Lecca inaugura 34ª Bienal de São Paulo

De 8 de fevereiro a 15 de março, a exposição inaugural da 34ª Bienal será uma individual da artista Ximena Garrido-Lecca. Durante a abertura, acontecerá uma performance inédita de Neo Muyanga, às 11h, em que um grande coro de vozes cantará uma composição autoral do artista, baseada na canção Amazing Grace, tida como um hino em diferentes partes da África.

Com curadoria geral de Jacopo Crivelli Visconti e equipe curatorial composta por Paulo Miyada (curador adjunto) e Carla Zaccagnini, Francesco Stocchi e Ruth Estévez (curadores convidados), a 34ª Bienal de São Paulo é intitulada "Faz escuro mas eu canto", verso do poeta amazonense Thiago de Mello (Barreirinha, 1926), e também será inaugurada por mostras individuais dos artistas Clara Ianni e Deana Lawson, além de performances de autoria de Neo Muyanga, León Ferrari e Hélio Oiticica.


O Pavilhão da Bienal fica no Parque Ibirapuera, portão 3, em São Paulo.