"Harun Farocki: quem é responsável?" ocupa o IMS SP

A recém-inaugurada exposição "Harun Farocki: quem é responsável?", no IMS São Paulo, apresenta trabalhos do alemão Harun Farocki (1944-2014), que iniciou sua trajetória artística no campo do cinema ativista, no fim dos anos 1960, e se voltou para o universo das videoinstalações a partir da década de 1990. Com curadoria da cineasta alemã Antje Ehmann e de Heloisa Espada, do IMS, a mostra reúne filmes e videoinstalações.

Duas dimensões centrais e complementares das obras de Farocki guiam a mostra: a percepção de que não existem imagens inocentes; e a pesquisa obsessiva sobre o mundo do trabalho e suas consequências na organização da sociedade.

Concebida para ser apresentada em duas etapas, a mostra apresentou em um primeiro momento, no IMS Rio, obras que abordam o uso de imagens variadas – pictogramas, cenas de monitoramento de trânsito, animações de jogos eletrônicos ou o retrato na capa de um tabloide – em sistemas de observação e controle. Nesta segunda etapa da exposição, no IMS Paulista, seu olhar severo e ao mesmo tempo poético reflete sobre como as formas de produção moldam os modos de vida.


A Exposição pode ser visitada até 5 de janeiro. O IMS Paulista (galeria 3 - 8º andar e cinema) fica na Avenida Paulista 2.424.