Fundação Bienal revive exposição "Em nome dos artistas", de 2011

Em homenagem aos seus 60 anos, a Fundação Bienal organizou a exposição Em nome dos artistas (2011). A mostra, focada em arte contemporânea norte-americana, exibiu um conjunto de 219 obras do acervo do Museu de Arte Moderna Astrup Fearnley, de Oslo, na Noruega, e teve como curador o diretor do Museu, Gunnar Kvaran.


Em diálogo com os últimos 30 anos da arte norte-americana, a exposição foi dividida em três capítulos: o primeiro consiste em "exposições individuais" de obras de artistas célebres dos anos 1980, como Jeff Koons, Cindy Sherman, Félix González-Torres e Richard Prince; e dos anos 1990, como Matthew Barney, Doug Aitken e Tom Sachs. O segundo capítulo é uma investigação dos artistas contemporâneos norte-americanos emergentes, entre eles Nate Lowman, Dan Colen, Aaron Young e Gardar Eide Einarsson. E o último capítulo apresenta obras do artista britânico Damien Hirst.

Quer ter a experiência de conhecer mais sobre a exposição e ver algumas obras expostas? No canal do YouTube da Fundação, o público pode conferir o teaser da exposição, o registro da abertura e uma série de vídeos dos bastidores de montagem, além de conversas com artistas e ações educativas realizadas para a mostra. Confira a playlist na íntegra no YouTube.