"Figura Humana" discute a relação entre o homem e o habitat urbano

A coletiva "Figura Urbana" tem vernissage no próximo sábado, dia 11, às 11h, na Galeria Espaço do Artista, no Centro do Rio. Sob a curadoria de Luiz Badia, a exposição reúne os artistas Rodrigo Pedrosa, Cesar Coelho, Eduardo Ventura, John Nicholson e Andréa Facchini.

Obra do artista Eduardo Ventura.

"A exposição parte do encontro de cinco artistas com a proposta de abordar a relação da figura humana com seu habitat urbano. Cada artista representa de uma forma distinta essa concepção, desenvolvendo formalmente a representação do homem com seu entorno. O espaço de ação transborda entre o imaginário e o real, uma relação que pode ser totalmente onírica ou intimista dependendo da proposta de cada artista.


Essa representação humana tem sido criada durante toda a história da arte como uma forma de questionamento, tanto do fator psicológico e literário, em que o artista debate costumes e hábitos, como trazendo mensagens sociais com forte cunho político, por meio de diversas formas de representação plástica."


Luiz Badia

Tela do artista plástico Cesar Coelho.

Rodrigo Pedrosa cria tensões bem humoradas, com o contraditório inteligente e uma pintura de mensagens político-sociais com grande domínio técnico. Seu lúdico ácido sempre revela uma mente inquieta e totalmente comprometida com as questões sociais. Não existe indiferença e nada é aleatório, sua pintura dialoga com as questões humanas com beleza e força.

Díptico do artista Rodrigo Pedrosa.

Cesar Coelho expressa como uma catarse sua crônica da psicologia humana. Seus rostos e figuras com suas pinceladas aceleradas, criam vigor e força em uma representação objetiva da figura humana e seu entorno. Rostos das ruas, de gente esquecida, invisíveis em uma sociedade de glamour, emergem em uma lupa sagaz na sua pintura.

Obra de Eduardo Ventura.

Eduardo Ventura é um pesquisador da representação, seu laboratório muda a cada série, mas o cotidiano está sempre presente em suas pesquisas, como se o trivial fosse seu campo de exploração, em que a simplicidade serve de pretexto para elaborar refinadas formas de expressão, com pinceladas precisas e elegantes.

Tela de Cesar Coelho.

John Nicholson, pintor mítico e detentor de maestria rara, abandonou um "caminho fácil de artista contemporâneo" e enredou em uma pungente representação da figura, com o pretexto de abraçar a grande pintura. Atemporal, mas, ao mesmo tempo, sempre à frente, sua pintura intimista com sua pincelada precisa faz da expressão da pintura um ato poético de devoção à arte.

Tela do artista Rodrigo Pedrosa.

Andréa Facchini cria um mundo onírico e belo, em que sonhos entrelaçados pactuam com sua pintura realista. O mágico e o lúdico produzem um efeito arrebatador, em uma ambientação serena, mas cheia de vida e sensualidade, em que cores e sinuosas estampas criam imagens poéticas.

Obra de Eduardo Ventura.

A exposição "Figura Urbana" poderá ser visitada até 08 de junho. A Galeria Espaço do Artista fica na Rua do Rosário 38, no Centro.


Fotos: divulgação