"Como falar com as árvores" tem programação especial na Z42

A mostra "Como falar com as árvores", em exibição na galeria Z42 Arte Contemporânea, traz uma programação especial a partir deste domingo, dia 02, com uma visita guiada à exposição com os artistas cariocas projeto e a exibição do filme Flux, de Nathália Favaro e Miki Yiu. As atividades deste domingo acontecem das 15h às 18h.

Na quinta-feira, dia 13, acontece uma roda de conversa entre os artistas cariocas e a ambientalista Aline Matulja, das 19h às 22h. O programa especial se encerra no dia 28 de junho, das 13h às 22h, com o finissage da exposição "Como falar com as árvores".

"Como falar com as árvores" é realizada por um coletivo que participou da residência artística Labverde, que propôs uma releitura de sons, cores e texturas sobre o território amazônico, feita por artistas que passaram por um processo de imersão na floresta, para criar suas obras.

O Labverde reuniu artistas de diversos lugares do mundo interessados em explorar a relação entre arte, natureza e ciência. O projeto, que completa cinco anos em 2019, já recebeu mais de cem artistas de 30 países, e chegou ao Rio de Janeiro pela primeira vez, depois de passar por Londres, Oslo, Nova York e São Paulo, com inciativas coletivas propostas pelos próprios artistas residentes.

No Rio, são apresentadas obras de 20 artistas do Brasil, Estados Unidos, Itália, Chile e Moçambique, que já participaram do projeto: Bia Monteiro, Bianca Lee Vasquez, Claudia Tavares, Fabian Albertini, Guto Nóbrega, Laura Gorski, Lisa Schonberg, Liana Nigri, Lorenzo Moya, Luisa Puterman, Luzia Simons, Nathalia Favaro, Patricia Gouvêa, Renata Cruz, Pedro Vaz, Renata Padovan, Rodrigo Braga, Sergio Helle, Simone Fontana Reis e Turenko Beça.

Criado pela Manifesta Arte e Cultura, em cooperação com o Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa), o Labverde promove uma vivência intensiva na floresta, mediada por uma equipe de especialistas nas áreas de arte, filosofia, biologia, ecologia e ciências naturais.

A Z42 Arte Contemporânea fica na rua Filinto de Almeida 42, no Cosme Velho.


Fotos: divulgação