Claudia Hersz lança "Cartografias Covidianas" no programa Arte+Care

Encerrando o ciclo#4 do programa Arte+Care, a Portas Vilaseca Galeria apresenta uma série inédita da artista Claudia Hersz. Partindo da experiência (agora comum) de higienizar suas compras, a artista percebeu a interação dos borrifos de álcool 70% sobre notas fiscais, e, conduzida por esta materialidade histórica, criou a série Cartografias Covidianas – em que Américas, Brasis e planisférios se abraçam, se aninham e se relacionam de forma orgânica, como pessoas.

O rápido apagamento do material orientou uma busca por outros suportes para a sobrevivência dessas imagens. Interferindo com tinta de retoque fotográfico sobre cada impressão cromogênica, são reforçados e/ou gerados novos sentidos, calcados na singularidade de cada nova imagem; cada qual, uma obra única.


Hersz acrescenta, assim, novas camadas nesse palimpsesto, criando uma crônica visual em que ainda sobrevivem – do material original – desde a descrição da banalidade das compras cotidianas à frase "Emitida sob Contingenciamento", praticamente uma definição da vida na Era Covidiana.

Parte da venda desses trabalhos irá beneficiar mais uma iniciativa relevante de interesse público nos campos da cultura, da saúde e da atenção básica. Para esta quarta etapa do programa Arte+Care, o apoiar será dedicado ao projeto "Lanchonete <> Lanchonete", um trabalho coletivo mobilizado pela artista Thelma Vilas Boas que se desenvolve no território ancestral conhecido como Pequena África, na região central da cidade do Rio de Janeiro.

Fale conosco