Antonio e Raul Mourão inauguram "Boxer", na Carbono Galeria

A Carbono Galeria apresenta "Boxer", uma exposição de pai para filho e de filho para pai, com vernissage neste sábado, dia 15, às 11h. Ao observar um sapateiro atrapalhado, Raul Mourão viu nas caixas de sapato empilhadas uma representação lúdica de um cachorro. De volta ao ateliê, o artista reuniu cinco blocos de madeira e transformou a ideia em escultura - uma espécie de animal de estimação de mentira que deu de presente para o filho, Antonio.

Com o tempo, Antonio também virou coautor da obra, desmontando a escultura e criando novas. "Boxer" é um múltiplo a partir de uma brincadeira entre pai e filho, um jogo de infinitas possibilidades de composições. A edição é produzida em dez madeiras diferentes. Assim como os cachorros, cada exemplar tem características próprias de cor e peso.

Esculturas, objetos, fotografias, desenhos, vídeos, gravuras e pinturas fazem parte do vocabulário artístico de Raul Mourão. A cidade e a vida urbana dão o tom a algumas das obras do artista, enquanto em outras, o humor e comentários políticos tornam-se o tema principal. Assim, a forma junta-se ao conceito para materializar obras nas quais a influência concreta é mais visível nas séries das Grades e Balanços.


Inspirado pela paisagem da cidade do Rio de Janeiro, Raul Mourão combina fragmentos de construção urbana com formas abstratas para criar suas esculturas móveis, desenhos, vídeos e performances. Usando como ponto de partida desenhos meticulosos, aparentemente arquitetônicos, ele cria esculturas e montagens abstratas e minimalistas que enfatizam a tensão entre o caos bruto da cidade e sua geometria controlada, incorporando, na sua biblioteca de referências, cercas de metal, sistemas de segurança e objetos reminiscentes de carrinhos e bancas de mercado.


A Carbono Galeria fica na Rua Joaquim Antunes 59, no Jardim Paulistano.


Fotos: divulgação