"Amar é o crime perfeito", de Thales Paradela, estreia dia 17, na Gávea

Atualizado: 12 de Jul de 2019

Com texto de Thales Paradela, direção de Paulo Trajano e idealização de Ismael Fiorentin, o drama "Amar é o crime perfeito" estreia na próxima quarta-feira, dia 17, no Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea, no Rio.

Foto: Daniel Mello

Inglaterra, 1954. No contexto da criminalização das relações homoafetivas, o espetáculo "Amar é o crime perfeito" acompanha o reencontro de Richard e Philip, que se conheceram durante a 2ª Guerra Mundial. Richard está de noivado marcado com Juliet, quando Philip volta a Londres. As relações homoafetivas na Inglaterra, ainda que privadas, eram consideradas crime nesta época. Um grande amigo de Richard está sob investigação policial e isto sublinha a interdição deste reencontro, amplificados pelos interesses familiares e pela cultura repressiva de seu tempo.


O texto de Thales Paradela, autor premiado no concurso nacional de dramaturgia Seleção Brasil em Cena do CCBB, foi escrito a partir de uma cuidadosa pesquisa, em que as referências históricas factuais interagem com as narrativas ficcionais dos personagens. Entrelaçam-se na rede ficcional do espetáculo a celebração do centenário de nascimento de Oscar Wilde, o ruidoso julgamento de Peter Wildblood, além da trágica morte do matemático Alan Turing. Acontecidos em 1954, todos os eventos relacionam-se à criminalização das relações homoafetivas na Inglaterra.

Foto: Renato Neto

Produzido e idealizado por Ismael Fiorentin, o espetáculo é dirigido por Paulo Trajano, que aposta na universalização da empatia por meio do mergulho profundo na construção dos afetos e suas tensões. A criação técnica tem cenários de Dóris Rollemberg, figurinos de Ronald Teixeira e a iluminação de Renato Machado. O elenco é composto por Ismael Fiorentin, Cleiton Morais, Alexandre Dantas, Cláudio Pitanga, e Thales Paradela, além da participação especial de Maria Esmeralda Forte, com mais de 60 anos de palco!


O espetáculo aborda o conflito da expressão do afeto em um contexto preconceituoso e como isto condiciona, mas não extingue, as possibilidades amorosas. Esta é uma peça sobre a potência de uma história de amor a enfrentar e expandir os limites da percepção do ser humano sobre sua condição.

"Amar é o crime perfeito" ficará em cartaz até 08 de agosto e tem classificação 16 anos. O Teatro Clara Nunes fica na Rua Marquês de São Vicente 52, na Gávea.

Fale conosco