A agenda cultural virtual continuará sempre acessível. E segura!

Sem perspectivas por enquanto de quando poderemos viajar em segurança de novo ou quando a cena cultural presencial estará reaberta ao público, as visitas virtuais continuam sendo um importante aliado para dinamizar a vida cultural. Nesse contexto, o Google Arts and Culture se firma como mais uma ferramenta.

O site de arte do gigante da tecnologia oferece acesso online a 500 organizações culturais em todo o mundo, de museus a locais históricos, todos visíveis sem sair de casa. A plataforma virtual, lançada em 2016, apresenta algumas das instituições de maior prestígio do planeta, compartilhando tesouros de artistas como o Museu Hermitage em São Petersburgo, o Rijksmuseum em Amsterdã, a Galeria Uffizi em Florença, o Museu Britânico em Londres, o Museu Reina Sofia em Madri, e o Museu Kunsthistoriches em Viena.

Para os que preferem visitar os museus de Nova York, a plataforma também dá acesso virtual ao Metropolitan Museum of Art, ao Museum of Modern Art, à Frick Collection e ao Solomon R. Guggenheim Museum, entre outros. Cada instituição participante oferece fotografias dos destaques de sua coleção, que podem ser classificadas por data, cor e popularidade. Alguns até oferecem passeios de 360 graus no estilo do Google Street View das galerias, quase como se você estivesse realmente andando pelos corredores do Museo Frida Kahlo na Cidade do México ou pelo Musée d’Orsay em Paris.