A artista Lourdes Maria participa do "Arte das Quebradas" neste sábado

O Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica recebe o projeto "Arte das Quebradas" neste sábado, dia 03, a partir das 14h. A artista Lourdes Maria integra a programação cultural com a série "Feminino Alma Essência, Toda Mulher", com obras em bordado. O evento é gratuito, mas os organizadores pedem a doação de 1 quilo de alimento não-perecível.

A artista plástica e escritora Lourdes Maria.

Os artistas Ludmila Gabriel, Juan Barbosa, Davi Marcos, Ricardo Mendes, Adilene do Carmo e João Lord também levam suas intervenções artísticas ao evento. Na programação, a partir das 14h acontece a apresentação "Ativismo Sagrado com Cantos, Danças e Instrumentos étnicos", com Luiz Mayõ. Às 14h30, oficina "Contando Histórias e Afetos", com Cyntia Matos. Já às 15h15 é a vez das projeções fotográficas de Adilene do Carmo e João Lord.


Em seguida, Thais Linhares apresenta seus "Quadrinhos". A projeção de

vídeo de Victor Meirelles, Alexandre Maia e Davi Mendes será às 16h15. Das 17h00 às 18h acontecem as performances com Jaqueline Calanzans, Amas de Leite, Kun Frito e Sape. Às 18h15 é a vez da poesia de Márcio Rufino, Jean Vital e convidados. Fecham a agenda Dj Marjam e MC Emana Elena.


A Mostra "Arte das Quebradas", idealizada pela produtora cultural Phaedra Lessa, é fruto de encontros e trocas realizados em 2017 e 2018, na Universidade das Quebradas, curso de extensão promovido pela UFRJ, por meio do Programa Avançado de Cultura Contemporânea(PACC), em parceria com o Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR).


Esse intercâmbio entre artistas, ativistas culturais, educadores sociais, produtores residentes e atuantes em territórios periféricos e favelas do Estado do Rio despertou em Phaedra a vontade de celebrar as potências estéticas e expressivas desse grupo.


O objetivo é dar maior visibilidade às expressões artísticas dos territórios e celebrar a arte e a cultura das periferias. As obras são fruto de um coletivo com aproximadamente 28 pessoas, que atuam em territórios de vulnerabilidade social e são agentes de transformação social.


O Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica fica na rua Luiz de Camões 68, no Centro do Rio.


Foto: divulgação